Resenha do Livro "Encontrando Deus em O Hobbit" Escrito por Jim Ware


  • Título: Encontrando Deus em O Hobbit

  • Subtítulo: Os ensinamentos cristãos presentes no Clássico de J. R. R. Tolkien

  • Capa comum: 200 páginas

  • Autor: Jim Ware

  • Tradutor: Manuel Buenayre

  • Editora: Thomas Nelson Brasil;

  • Edição: 1ª (2012)

  • Idioma: Português

  • ISBN-10: 857860329X

  • ISBN-13: 978-8578603298

  • Dimensões: Altura 20,6 - Largura 13,4 - Profundidade - 1,2 cm

  • Peso: 259 g

  • Papel: Chambril Avena

  • Cor do Papel: Amarelada



 

Sobre o Autor

Jim Ware é coautor dos livros Encontrando Deus em O Senhor dos Anéis e Finding God in The Land of Narnia [Encontrando Deus na terra de Nárnia]. Desde criança, o escritor se delicia com a leitura de clássicos da literatura infantojuvenil de língua inglesa, como Tom Sawyer, Huckleberry Finn e As aventuras de Robin Hood. Nas horas vagas, Jim se dedica à paixão pela música celta, tocando violão com a família e amigos. (DESCRIÇÃO DISPONÍVEL em Amazon Brasil e na folha de orelha do livro).

 

Texto do Verso do Livro

Muitas pessoas reconhecem que é possível identificar valores cristãos em outros livros além da Bíblia Sagrada. É o caso de um dos grandes clássicos da literatura do século 20, o Hobbit, que ganhou adaptação para o cinema com porte de superprodução. A partir da leitura desse mundo fantástico, a Terra-média, Jim Ware desvenda a espiritualidade cristã nas entrelinhas da obra de J.R.R. Tolkien em Encontrando Deus em o Hobbit.

O autor analisa as aventuras de Bilbo Bolseiro, retirado de seu cotidiano pacato para viver uma história permeada de eventos que ultrapassam sua capacidade de entendimento. Nessa jornada, o hobbit é desafiado o tempo todo a reconhecer a existência de um plano maior. Viaje até a Terra-média para descobrir como Deus pode atuar em nosso mundo e maravilhar-se ao perceber que há um grande propósito reservado não só para Bilbo, mas também para você - muito maior do que poderia imaginar.

 

Resenha literária


Com 25 capítulos, esse livro que se sobressai por ser uma leitura fácil, tem por estrutura uma citação-frase do livro "O Hobbit", uma parte de quase 2 páginas do mesmo livro, e em seguida um texto contando sobre a experiência tanto sentimental quanto religiosa do próprio autor Jim Ware, ao ler e reler a obra clássica de J. R. R. Tolkien, em cada capítulo. E ele faz algumas menções de passagens bíblicas e até cita alguns trechos, relacionando-os ao contexto do livro de Tolkien.


Embora eu mesmo não tenha sentido tanta profundidade no que foi escrito, o leitor mais curioso e menos conhecedor da "Palavra" pode gostar e muito do livro, ele tem "um quê" de novidade, para mim, por exemplo, que gosta de saber as primeiras impressões aos olhos das outras pessoas sobre uma obra da qual já sei tantos detalhes.


As relações religiosas entre Hobbit e a Bílblia são deveras pertinentes, já que Tolkien era um católico apostólico romano, a influência nas obras dele são visíveis, praticamente "na cara", depois que se descobre, é claro.


Algumas relações encontradas no livro:

  • Pão élfico, Lembas - Hóstia, Pão da Eucaristia Católico;

  • Galadriel - Mãe de Jesus, Maria

  • Aragorn - Rei Jesus,

  • Gandalf, O Branco - Ressurreição de Cristo.

Dentre muitos outros, estes são apenas alguns exemplos citados.

Um livro desse tipo pode até parecer "forçado", se você for um leitor mais cético no que tange a religiões e alegorias. O que Tolkien já deixou claro em vários lugares que repudiava. Ele dizia ter aversão a esse tipo de coisa, livros e histórias com alegorias sobre bem e mal, ou resumos simplistas desta forma sobre sua obra, principalmente o Senhor dos Anéis. Mas como eu disse, o autor listou algumas "semelhanças criativas" entre a sua religião com os seus livros. Afinal, um autor é fruto de suas experiências, sua obra geralmente reflete sua vida. E a religião era algo natural para Tolkien, quase tanto quanto os idiomas que ele estudava e inventava.

15 visualizações0 comentário