Resenha do livro "Os Filhos de Húrin" - J. R. R. Tolkien

Atualizado: 9 de fev.


Informações

  • Título: Os filhos de Húrin

  • Capa comum: 338 páginas

  • Autor: J. R. R. Tolkien

  • Editor: Christopher Tolkien (Filho do Autor)

  • Tradução: Ronald  Kyrmse

  • Ilustrações e Capa:  Alan Lee

  • Editora: WMF Martins Fontes;

  • Edição: 1ª (2009)

  • Idioma: Português

  • ISBN-10: 857827198X

  • ISBN-13: 978-8578271985

  • Capa: Brochura

  • Papel: ?

  • Cor do Papel:  Amarelada

Dimensões:

  • Altura 19,6 cm

  • Largura 12,8 cm 

  • Profundidade 2,6 cm

  • Peso: 386 g

 

Texto do Verso do Livro


Antes da lendária era de o Senhor dos Anéis, um poderoso espírito dominado pelo Senhor do Escuro ameaça a vida dos Filhos de Húrin.


Morgoth, o primeiro Senhor do Escuro, habita na vasta fortaleza de Angband, ao norte; e à sombra do temor de Angband e da guerra travada por Morgoth contra os elfos, os destinos de Túrin e de sua irmã Niënor serão tragicamente entrelaçados.


A vida breve e apaixonada dos dois irmãos é dominada pelo ódio visceral que Morgoth tinha deles, os filhos de Húrin, o homem que ousara desafiá-lo frente a frente. Contra eles, Morgoth envia seu mais temível servo, Glaurung, um poderoso espírito na forma de um enorme dragão de fogo sem asas, numa tentativa de cumprir sua maldição e destruir os filhos de Húrin.

 

Resenha Literária


O livro "Os Filhos de Húrin" tem em sua base os textos do livro "O Silmarillion" do mesmo autor, o escritor J. R. R. Tolkien, sabendo disso fica difícil contextualizar algumas informações, mas não é impossível, ler este livro sem antes ter lido o outro. Sendo que o "Silmarillion" conta uma outra história ainda maior e mais complexa, ele trás dentro de si um resumo do conto "de Turín Turambar", no capítulo XXI do Quenta Silmarillion, uma extensão deste resumo está escrita no livro "Contos Inacabados" onde se encontra uma versão com comentários e com alguns trechos omitidos do mesmo conto, por motivos pelos quais Tolkien é bastante conhecido, ele deixou muitos de seus trabalhos em diferentes fases de desenvolvimento durante sua vida.


A quantidade de nomes de personagens, lugares, raças e batalhas também é grande neste livro, por isso uma consulta rápida nos mapas e glossários, sempre que houver dúvidas, é bastante recomendável. Tolkien era um fantástico filologista, criou dois idiomas fantasiosos e usava eles para compor sua história, onde ele criava uma palavra e imaginava não só seu significado naquela língua, mas no contexto de seu trabalho literário também, criando histórias para cada nome. 

O texto do "Narn i chin Húrin" foi composto em uma dessas línguas, primeiro em poesia e depois em prosa. Ele faz parte dos três grandes contos do Legendário de Tolkien, compostos pelo "Filhos de Húrin", "A Queda de Gondolin" e "Beren e Lúthien".

 

Vídeo do canal parceiro "Tolkien Talk"

sobre o livro "Os filhos de Húrin" 

Link do vídeo - https://youtu.be/pa8DKtY6fLA?list=PLCytoAHT9ChiJRItzYIqmQYcsqdP7NnuV

 

Vídeo do canal parceiro "Cultura Livre" comparando os livros "Os filhos de Húrin" das editoras Harper Collins e Martins Fontes


Link do vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=cL6iPV0xbBI


 

Ilustrações

Por Alan Lee


 

Um pouco do enredo....CONTÉM SPOILERS!


A história trágica de Turin Turambar e sua família tem inspirações na história de Kullervo, uma das lendas que fazem parte do Kalevala, um conjunto mitológico Finlandês.


Tolkien desfaz a visão que muitos têm dele de ser um autor maniqueísta, nesta obra onde o bem e o mal estão sobre uma linha tênue, e faz com que você leitor torça para que as desgraças acabem da melhor forma, mas aqui vai um conselho não se apegue a nenhum personagem.


Todas as raças estão muito bem representadas nos personagens principais da história: o anano Mîm, os humanos da família de Hurín, seus filhos Turin e Nienor, a mãe destes Morwen, o elfo Beleg Cutalion, e Morgoth, o primeiro Senhor do Escuro. Este último tem grande presença no livro, ainda mais sendo ele o principal inimigo dos homens e elfos. Morgoth também conhecido como Melkor tem grande ódio de Humanos e Elfos, e após uma grande batalha, Hurín Cabeça Dourada é levado prisioneiro para Angband, a Fortaleza de Morgoth. Lá ele recebe a maldição de Morgoth para que ele veja através de seus olhos toda a derrota de sua família, nesse ínterim, todos acreditam que Hurín está morto. Mas seu Elmo dourado com o Dragão encrustado, é passado para Turin, quando este teve de fugir de Dór-Lomin, a aldeia de seus pais e viver com os elfos que eram amigos de sua família. Lá em Dór-Lomin ele deixou sua mãe e irmã, às pressas fugindo de um ataque.


MAIS SOBRE O LIVRO PODERÁ ESTRAGAR A EXPERIÊNCIA DO LEITOR

Espero que o tenha deixado curioso..





89 visualizações0 comentário